Início Cadeira 100 José Carlos de C. Gallinari

José Carlos de C. Gallinari

Ocupa a , de 17/04/2012.

José Carlos de Carvalho Gallinari nasceu em Ponte Nova/MG. Filho de Felício Gallinari e Odila Carvalho Gallinari. Casado com Vanda de Freitas e Silva Gallinari e pai de dois filhos: Tiago e Henrique.
Completou o 2º ano do antigo curso Científico no Colégio Dom Helvécio (Ponte Nova/MG). Após aprovação em exame seletivo e muita dedicação aos estudos, ele concluiu o 3º ano no Colégio Universitário da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).
Conquistou de imediato uma vaga para o curso de Medicina na Faculdade de Medicina da UFMG, concluído em 1975. Foi aprovado a seguir em concurso para residência em Anestesiologia e, após um período de experiência em Clínica Médica, se especializou em Anestesia no curso de Pós-Graduação da própria UFMG. Aproveitou ainda um convênio entre a UFMG e a Fundacentro para fazer o curso de Medicina do Trabalho.
Terminados esses cursos, foi para Ipatinga no dia 18 de dezembro de 1977. Foi admitido no Hospital Márcio Cunha (HMC), onde prestou serviços no Pronto-Socorro e no Bloco Cirúrgico. Trabalhou também como Médico do Trabalho na Usimec por doze anos.
Em 1991, quando o Dr. Joel Tibúrcio deixou a direção do Hospital Márcio Cunha, o Dr. Ronaldo Monteiro de Souza, então chefe da Fundação São Francisco Xavier, e o Dr. Rinaldo Campos Soares, então presidente da Usiminas, o convidaram para assumir o cargo de diretor.
Em 1992, foi lançado o Usisaúde e o HMC adquiriu uma dimensão maior: além de ser um hospital, passou a ser também um provedor de plano de saúde através da Fundação São Francisco Xavier. Houve então a oportunidade de crescimento e verticalização de clientes.
A Fundação São Francisco Xavier (FSFX) é uma instituição criada pela Usiminas em 1969, para administrar duas instituições: Colégio São Francisco Xavier, fundado em 1962, e o Hospital Márcio Cunha, inaugurado em 1965. Seu objetivo inicial era prover, basicamente, saúde e educação para funcionários da Usiminas e seus dependentes. Depois a FSFX se estendeu para toda a comunidade.
Nesse contexto, o Hospital Márcio Cunha, em sua histórica trajetória, cresceu muito, ampliou sua estrutura e melhorou com a incorporação de tecnologia, se tornando um hospital de referência em todo o leste de Minas Gerais, que é destacado e respeitado nos âmbitos estadual e federal.
Gallinari participou dessa história tanto como médico como diretor.
especialmente no Pronto-Socorro, local mais crítico.
O Hospital Márcio Cunha é uma entidade filantrópica, razão pela qual tem a obrigação de destinar a percentagem de 60% do atendimento/dia para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), ou seja, para atendimento público.
O hospital precisava ampliar o atendimento para usuários dos convênios particulares da Usiminas e Fundo de Saúde. Mas, para crescer o atendimento aos particulares, tinha que crescer o atendimento ao SUS.
Em 2001, por falta de outras iniciativas na região, foi aprovado por Rinaldo Campos Soares um estudo para a construção da Unidade II do Hospital Márcio Cunha, inaugurada no dia 26 de outubro de 2004.
O grande projeto de expansão do HMC – de 2001 a 2004 – contou ainda com várias ampliações e incorporações tecnológicas na Unidade I. Passou-se a ter cirurgias cardíacas, serviços de Hemodinâmica e de Ressonância Magnética.”
A unidade de Nefrologia teve início com a implantação de quatro máquinas no interior da Unidade I do HMC. No ano de 2000, para que houvesse uma possibilidade de expansão do hospital, foi inaugurada a Unidade de Diálise na parte externa do hospital. Isso foi um grande avanço em termos de tecnologia e espaço.
O primeiro transplante renal foi realizado em 1992. A partir da inauguração do centro e do crescimento da equipe, foram crescendo o número de transplantes. Em 2009, já haviam sido feitos 41 transplantes e o HMC tornou-se o segundo centro que mais transplantou em Minas Gerais.
O Hospital Márcio Cunha também é o segundo hospital que mais atende internações no Estado de Minas.

Fonte: Site Ipatinga Cidade Azul
http://euamoipatinga.com.br/personagens/noticias.asp?codigo=753

Discurso de posse

Clique aqui para fazer o download do discurso de posse

Ocupantes da Cadeira 100

João Nogueira Penido

30/05/1822 03/04/1901

João Ribeiro Villaça

Posse: 10/05/1971 - 03/04/1973

Antônio Carlos Pereira Filho

Posse: 22/08/1974 - 03/04/1978

Amaury Teixeira Leite Andrade

Posse: 08/02/1977 - 01/04/2008

José Carlos de C. Gallinari

Posse: 17/04/2012 - atualmente
Cadeira anterior Cadeira 99